X
ACESSO À INFORMAÇÃO

Estrutura de Governo

Apresentação

 

EQUIPE

Assessoria Jurídica

Jéssica Aparecida Silva Ribeiro 

 

Diretora da Divisão de Assuntos Técnicos Pedagógicos

Adriany Damasceno dos Santos

 

Diretora da Divisão de Apoio Pedagógico aos Profissionais da Educação e Acompanhamento do Estudante - Projetos

Floraci Mariano de Carvalho Fadini

 

Diretor da Divisão de Apoio Administrativo e Manutenção 

Benilde Ferreira Santos

 

Diretor Divisão de Gerenciamento do FUNDEB

Iracema Maria de Lima Borges

 

Diretor da Divisão de Recursos Humanos

Paulo da Costa Ferraz

 

Diretora da Divisão de Merenda Escolar

Edvaldo Ferreira Santos Sousa

 

Diretora da Divisão de Administração Escolar - DATAE

Marta Cristina Alves Silva

 

Diretora da Divisão de Aperfeiçoamento Educacional - DFAE

Jhean Jackson de Lima e Silva

 

Diretora do Núcleo de Atendimento Especializado em Educação Inclusiva – NAEEI

Wilma Lúcia L. de Freitas

 

Diretora do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico ao Educando - NAPPE

Jeovanete da Silva Barbosa

 

ATRIBUIÇÕES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

A Secretaria de Educação do município de Valparaíso de Goiás tem em mãos um dos maiores desafios que é programar e construir um ensino com a qualidade adequada, onde o aluno aprenda tendo como meio básico a leitura, a escrita e o cálculo em escolas com prédios que passaram anos sem receber manutenção básica de infra-estrutura física. O desafio é construir o ambiente adequado para a aprendizagem. Resgatar o comprometimento dos servidores em geral, reestruturar o ensino especial, implementar e implantar projetos que melhore a prática pedagógica tais como: capacitações e treinamentos nas coordenações dos professores na escola.

 

Entres os pontos fortes e positivos da educação no município podemos destacar que a rede municipal de ensino conta com todos os professores capacitados e qualificados, autonomia para trabalhar, gestores habilitados e preparados para desenvolver as ações propostas e comprometimento da categoria.  As metas a serem alcançadas são permeadas pela busca de criar condições e ambientes favoráveis aos educadores e educandos para se alcançar um ensino de qualidade mais eficaz.

 

Os recursos oriundos do FUNDEB seguem a regra pré-estabelecida 60% destina-se para pagamento de professores, 40% para despesas de manutenção das escolas e pagamentos de outros servidores que estão diretamente ligados à educação. Outros 25% que são repassados pela Prefeitura destinam-se a despesa diversas. Valparaiso hoje desvia-se da regra, pois todo repasse que compreende os 60% e 40% do FUNDEB estão comprometidos com folha de pagamento de servidores. A manutenção das escolas e qualquer outra despesa devem ser executadas com os 25% repassados pela prefeitura.

 

As maiores ameaças hoje à educação no nosso Município são a violência, as drogas, famílias desestruturadas que refletem na sala de aula e a migração rotineira de moradores. Tudo isso acaba dificultando o desenvolvimento das ações propostas. Praticamente todos os dias se faz uma matrícula nova.

 

Uma das ações mais urgentes é a de trazer a comunidade para dentro das escolas e inserí-la nas atividades propostas pela a equipe gestora, fazendo reconhecer e valorizar a escola como propriedade de todos. Dentro dessas ações urgentes está também o atendimento de qualidade aos alunos e a busca da melhoria do índice do IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica.

 

Existe uma preocupação bastante significativa, pois o cidadão de Valparaíso se prepara aqui para prestar serviços em Brasília ou outros estados. Na maioria das vezes a cidade funciona somente como dormitório.

 

Não temos um perfil socioeconômico definido dos nossos alunos, trabalhamos com bairros, se falarmos do bairro da etapa E  temos um perfil de alunos classe média, se falarmos dos alunos do bairro Pacaembu ou Céu Azul, Ipanema, Araruama, Santa Rita, teremos um padrão socioeconômico mais baixo. A evasão escolar diminuiu nos últimos anos, chega a um quantitativo mínimo. Essa evasão ainda se dá pela falta de uma família estruturada, pela necessidade de trabalhar ou mesmo pela rotatividade de moradia no Município.

 

A secretaria conta um currículo que   norteia o sistema de ensino, mas cabe a cada unidade escolar adaptá-lo sempre focando a sua realidade regional, cultural e econômica. O currículo deve ser visto como uma opção específica que condiciona a organização da escola. Propomos uma educação igualitária e democrática sem exclusão de classes respeitando sempre às diversidades.

 

A secretaria  busca parceria com a Policia Militar, mas também realiza projetos que focam a prevenção da violência, das drogas, vandalismo e etc. Os piores números da Secretaria hoje são muitas crianças de 3º, 4º e 5º anos que não sabem lê nem escrever. Isso torna nosso trabalho um retrocesso.  Em vez de avançar temos que voltar.  O IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica apresenta-se abaixo da média nacional em quase todas as escolas do Município. Agora a secretaria junto com as escolas tem a missão de resgatar e alfabetizar esses alunos fazendo um trabalho diferenciado com reforço escolar e atividade extraclasse. O município se prepara para o ano letivo com muita responsabilidade, pois é determinação do governo municipal que a Educação caminhe e chegue com igualdade aos alunos de todas as classes, de todas as cores e de todos os bairros. Também é determinação do governo o respeito e a valorização dos professores e demais profissionais da educação, bem como prioridade para o atendimento aos alunos com necessidades especiais e melhorar o índice do IDEB. Secretaria de Educação  tem hoje  1.778 servidores.

  

  

Anexos