Projeto da CELG troca 160 geladeiras no Jardim Céu Azul .:. Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás

Troca eficiente
Projeto da CELG troca 160 geladeiras no
Jardim Céu Azul

Projeto da CELG troca 160 geladeiras no Jardim Céu Azul

O programa faz parte do projeto de sustentabilidade da empresa que tem o objetivo de promover o uso consciente de energia por meio de projetos que demonstrem a importância da eficiência energética
Publicado em 06/12/2017 às 11:41

A Companhia Energética de Goiás (Celg) realizou na manhã desta quarta-feira, 06/12, a troca de 160 geladeiras para clientes em situação de vulnerabilidade social. O programa de troca eficiente de geladeiras está acontecendo em todo o entorno sul.

 

A ação aconteceu na Praça Central do Céu Azul. Foram disponibilizadas para sorteio 160 geladeiras novas com selo de eficiência A do Procel.

 

O programa faz parte do projeto de sustentabilidade da empresa que tem o objetivo de promover o uso consciente de energia por meio de projetos que demonstrem a importância da eficiência energética.

 

Para Lucineide Pereira Trindade, moradora do Setor de Chácaras Anhanguera C e sorteada para ganhar uma nova geladeira, a troca da geladeira vai resultar na economia da conta de energia. “A situação das geladeiras antigas, como a minha, são caóticas. A economia vai ser muito grande para as pessoas na conta da energia, esse projeto veio trazer a alegria para as famílias nesse final de ano, ainda mais que pagamos caro na conta”, comentou.

 

Todos os materiais retirados dos refrigeradores velhos serão reciclados, como: gás refrigerante, compressores, óleo compressor, isolamento térmico, plásticos, aço, cobre e alumínio. 

 

De acordo com Paulo Baiano, secretário de Cidadania e participação popular, o programa traz mais autonomia para as famílias. “O programa vem para ajudar ainda mais as famílias, que agora terão em casa uma geladeira moderna e mais eficiente”, disse o secretário.  

 

Economia 

 

Uma geladeira nova pode consumir até 70% menos que uma geladeira velha. Em watts, esse valor representa, para uma geladeira velha, o consumo médio de 90kw/hora/mês, enquanto uma nova consome somente cerca de 24kw/hora/mês. As geladeiras do programa têm selo de consumo tipo “A”. A sigla significa maior eficiência no consumo de energia elétrica. 

 

De acordo com um estudo feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a geladeira é responsável por quase um terço de toda a eletricidade consumida em uma residência. Quando velhas e em mau estado, além de consumirem mais que o normal, emitem gases que destroem a camada de ozônio, agravando, desta forma, o aquecimento global. 

 

Sustentabilidade 

 

Ainda neste ano, a Enel – nova controladora da Celg - traz para Goiás uma série de projetos sociais que já são desenvolvidos regularmente nas outras duas distribuidoras do Grupo no Brasil, localizadas no Rio de Janeiro e no Ceará. A ideia é que tenham início em Goiânia e região metropolitana – em regiões de maior vulnerabilidade social, - e, posteriormente, sejam expandidos para as cidades do interior. Todas as atividades, que serão desenvolvidas de forma integrada, fazem parte do Programa Enel Compartilha, plataforma de Sustentabilidade da Enel no Brasil, que busca promover o consumo consciente e o acesso à energia a todas as pessoas e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico local. 

 

Dentre os objetivos do Programa de Sustentabilidade, está a promoção de sua integração ao negócio do Grupo, de acordo com a metodologia de Criação de Valor Compartilhado (CSV) que integra as demandas sociais e comerciais das comunidades, além de difundir o compromisso da Enel com a sustentabilidade para a sociedade.

 

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Valparaíso de Goiás

Colaboração: Companhia Energética de Goiás/ Celg Distribuição