ACESSO À INFORMAÇÃO

Notícias

postado em 06/02/2018 em ADMINISTRAÇÃOFinanças

Secretaria de Finanças apresenta balanço de 2017 e projeta muito mais avanços para 2018

De acordo com relatório apresentado pelo Órgão Municipal, o ano de 2017 foi fechado com as contas em dia, fato que habilitou o município a receber recursos vindos do governo estadual e federal, além de emendas parlamentares

A Secretaria Municipal de Finanças, que é chefiada pelo secretário Milton dos Reis Pinto, apresentou sua prestação de contas dos 12 primeiros meses de gestão do prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró. Entretanto, não foi nada fácil alcançar números positivos, pois quase R$ 50 milhões em dívidas foram deixados pela gestão anterior.

 

Segue abaixo o diagnóstico orçamentário e financeiro do dia 1ª de janeiro de 2017, ou seja, as dívidas do exercício anterior:

 

IPASVAL R$ 19.445.410,44

 

INSS R$ 5.156.738,40

 

PASEP R$ 3.360.820,16

 

CELG R$ 7.703.658,55

 

FORNECEDORES R$ 11.986.135,75

 

TOTAL R$ 47.652.763,12

 

Segundo o secretário Milton Reis, diante do desafio encontrado nos primeiros dias da gestão, a ordem foi trabalhar e buscar o equilíbrio financeiro. “Foram 365 dias de organização, parcelamos as dívidas, negociamos prazos, pagamos fornecedores e graças a isso o município emitiu todas as suas certidões e está habilitado legalmente para receber recursos federais e estaduais”, revelou Milton.

 

De acordo com relatório apresentado pelo Órgão Municipal, o ano de 2017 foi fechado com as contas em dia, fato que habilitou o município a receber recursos vindos do governo estadual e federal, além de emendas parlamentares que serão investidas em novos projetos. Ainda durante o ano passado, a prefeitura conseguiu arrecadar recursos próprios no valor de R$ 154.144.510,72 e que foram investidos da seguinte maneira:

 

- 16,43% na área da Saúde, porcentagem maior do que o obrigatório por lei que é 15%;

 

- 32,36% na Educação, 7,36 % a mais que o obrigatório, que é 25%;

 

- 13,42% foram gastos com despesas de pessoal – servidores;

 

- 18,22 % para pagamento de fornecedores da prefeitura, que estavam todos atrasados;

 

- 2,68 % foram destinados ao Fundo Municipal de Assistência Social e ao Fundo Municipal de Desenvolvimento da Criança e Adolescente. Lembrando que o Executivo não é obrigado a repassar estes recursos, mas nós o fizemos por considerar essencial este atendimento à comunidade;

 

- 6% foram repassados à Câmara Municipal (duodécimo);

 

- 2,40% foram destinados para a amortização da dívida a longo prazo;

 

- 3,36% foram aplicados para pagar as despesas do exercício anterior (2016).

 

Conforme o informado pela Secretaria de Finanças, também foram destinamos recursos para as Contribuições do PASEP e realizado investimentos com reformas de prédios públicos, consertos de veículos, compra de móveis, computadores, para estruturar a prefeitura e dar condições de trabalho aos servidores públicos municipais. Mesmo com todos os investimentos feitos, dívidas anteriores pagas, negociadas, servidores pagos em dia, inclusive com 13o, o primeiro ano de mandato do prefeito Pábio foi fechado com saldo de R$ 874.344,48. Essa é primeira vez na história de Valparaíso em que o governo municipal consegue já no 1o ano de gestão fechar as contas com saldo positivo e com todas as contas pagas.

 

Para o secretário Milton dos Reis, os resultados alcançados estão atendendo todas as expectativas e metas fiscais traçadas no início da gestão 2017-2020. Ele acredita que os esforços da administração municipal garantiram resultados positivos. “Atualmente, todos os municípios enfrentam uma grande crise econômica Brasil a fora. No entanto, aqui conseguimos superar muitas adversidades e a cidade retomou o seu ritmo de crescimento. O desenvolvimento de Valparaíso só é possível graças ao planejamento e boa administração das contas públicas. Seguiremos focados e avançaremos muitos mais em 2018”, destacou.

 

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Valparaíso de Goiás

COMPARTILHAR ESSA NOTÍCIA