X
ACESSO À INFORMAÇÃO

Notícias

postado em 17/05/2021 em EducaçãoMobilização

18 DE MAIO - DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Faça Bonito: Proteja nossas crianças e adolescentes

No dia 18 de maio de 1973, em Vitória-ES, a menina Araceli Santos foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada numa orgia de drogas e sexo. Seu corpo, que apareceu seis dias depois, foi desfigurado por ácido. Os agressores de Araceli ficaram impunes. Este fato divulgado pela mídia chocou toda a nação, ficando conhecido como "Caso Araceli".

 

Infelizmente, o "caso Araceli" foi apenas mais um, dentre tantos que acontecem em nosso dia-a-dia, manchando a sociedade brasileira, através desta cruel forma de violação de direitos e degradação da vida humana, especialmente da infância e adolescência. No Brasil, a problemática da violência sexual contra crianças e adolescentes tem se manifestado através do abuso intra e extra familiar e da exploração sexual comercial, tornando-se cada vez mais evidente.

 

Com o objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedade para o enfrentamento dessa problemática, representantes de organizações governamentais e não-governamentais propuseram a criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Esse dia foi instituído em 2000, pela Lei Federal nº 9970/00. E, tendo sido esta Lei aprovada e sancionada, o movimento social em defesa dos direitos da criança e do adolescente, em conjunto com o governo federal, vem assumindo a organização de atividades e eventos de sensibilização e mobilização para promover esse dia como um marco de luta pelo fim da violência sexual contra crianças e adolescentes.

 

Segundo dados do MMFDH em 2019, a violência sexual contra crianças e adolescentes configura 11% dos mais de 159 mil registros de agressões., e em 73% destes ocorreu dentro da casa da própria vítima.

 

Com a pandemia e mais convivência em casa de crianças e adolescentes, estes ficam mais expostos a seus agressores, com violências veladas e muitas vezes acobertadas por outros parentes, é preciso sempre denunciar diante de qualquer suspeita. Disque 100 ou procure o Conselho Tutelar, sua denuncia será mantida sob sigilo.

 

A cor da campanha é laranja e a flor simboliza os desenhos da primeira infância e a fragilidade de uma criança.


Saiba mais

Acesse o site https://www.facabonito.org/

 

Assessoria de Comunicação do Governo da cidade de Valparaíso/

*Com as informações de Gilson Freitas/Arte: Rangel Franco 

COMPARTILHAR ESSA NOTÍCIA